domingo, 17 de maio de 2009

Amor de Corpo e Alma



Corpos suados exalando o amor
na sofreguidão das paixões anunciadas
Na boémia esquecida por não vivida,
bebo a tua seiva que escorre do teu ventre


Depois de me embriagar no teu corpo
em ondas de desejo nos damos outra vez
Parece a vez primeira que o fogo incendiou
e já conheço todos os poros da alma tua


A alma nos uniu e o corpo apenas um instrumento,
carne a gemer amor incondicional, que loucura!...
quando nos beijamos as nossas almas se abraçam
e nos sorrisos nos vemos quando trocamos amor

Autor Carlos Morais

Nenhum comentário: